Logo Mellho
Logo Mellho

Ele ainda tinha perfume suficiente para escravizar o mundo inteiro se assim escolhesse. Ele poderia ir a Versalhes para que o rei beijasse os seus pés. Ele podia escrever uma carta perfumada ao Papa e revelar-se ele mesmo como o novo Messias. Ele podia fazer tudo isto e mais se assim quisesse. Ele possuía um poder mais forte que o poder do dinheiro do terror ou da morte. O poder invencível para comandar o amor da humanidade. Havia somente uma coisa que o perfume não podia fazer. Não podia torná-lo numa pessoa que pudesse amar e ser amado como todas as outras.

Perfume: A História de um Assassino

Este site utiliza cookies que são compartilhados com nossos parceiros de redes sociais, publicidade e análise. Ao continuar navegando você concorda com nossas políticas. Ver detalhes