Logo Mellho
Logo Mellho

Em 2004, eu fui para a Índia, em uma viagem missionária. Lá eu descobri que muitos hindus vão até o santuário Hindu para o sacerdote dizer qual dia eles vão morrer. Na Índia é corriqueiro o sacerdote olhar para a cabeça da pessoa, entrar em transe e dizer que a pessoa vai morrer no dia tal do mês tal do ano tal. Quando eu vi isso, pensei: “Meu Deus, essa é uma história que, quem sabe, dá para contar”. A partir daí eu resolvi escrever um livro sobre um jovem que conseguia ver o dia em que as pessoas morreriam.


Este site utiliza cookies que são compartilhados com nossos parceiros de redes sociais, publicidade e análise. Ao continuar navegando você concorda com nossas políticas. Ver detalhes